Exposições

scan CAE20170424114410
 DSCN0079 B

DSCN0080 B

22 de ABRIL a 24 de JUNHO

A exposição Retrospetiva(s): Capítulo V enquadra-se no projeto que tem por base o lançamento e promoção do Catálogo Raisonné, do pintor Miguel d’Alte (1954-2007).

Neste catálogo raisonné, além de uma compilação de textos (antigos e novos) sobre o pintor, e do inventário da obra que atinge os cerca de 1.200 trabalhos, pertencentes a cerca de 170 coleções públicas e privadas, é também possível encontrar uma biografia detalhada do pintor, que nos revela o seu percurso, currículo e qualidade. Trata-se de uma edição de cerca de 400 páginas, desenvolvida ao longo de cerca de três anos por Helena AM Pereira.

Miguel d’Alte expôs desde 1975 e até aos inícios da década de 1990. A sua pintura é obscura, dramática, fantástica e surreal. Na década de 1990, a paleta torna-se clara e límpida, com amplos brancos e subtis gradações de cinzentos e azuis. Nesta fase, cobria a tela com múltiplas camadas de tinta que depois raspava tentando descobrir/cobrir riscos, cores, formas, atmosferas.

"Pintor maldito", como o apelidou o pintor Henrique Silva, a história de Miguel d'Alte poderia assemelhar-se à de um Van Gogh. Morreu de forma trágica, colhido por um comboio em Vila Nova de Gaia, entre os apeadeiros de Miramar e Francelos, na tarde de 24 de dezembro de 2007, véspera de Natal.

Sala 2 | Entrada gratuita

Gentes do Mar

tv 1080x1920

 Sala Z Penicheiro20170505 140220

5 de maio a 4 de junho



Sala Zé Penicheiro | Entrada gratuita


 

 

tv 1080x1920

jorge santos

5 de maio a 4 de junho

"Timor - A Ilha Feiticeira" é  composta por 20 fotografias selecionadas, de entre milhares, que retratam instantes recentes captados durante o período de permanência do autor neste seu regresso a Timor.

As pessoas, o mar, as montanhas, a luz e a cor que se tornam únicos aos olhos de quem passa por estas ilhas e convive com as suas gentes.

Para o autor, são as memórias que ficaram de outros tempos que constroem os olhares sobre o presente. E são alguns desses registos de Timor-Leste que aceitou partilhar nesta exposição.

BIOGRAFIA:

Jorge Santos nasceu em Lisboa, em 1964. 

Em 1967, viajou com a mãe para Timor, onde o pai estava a cumprir o serviço militar. Permaneceu em Dili até 1969, ano em que a família se moveu para o interior do território, onde o pai, recém admitido nos quadros da administração colonial portuguesa, foi colocado.

De toda a presença em Timor, o autor guardou na sua memória as suas vivências, as gentes, os espaços, referências culturais e o contacto com a natureza.

Quando, em 1973, se mudou com a família para Moçambique, a forte ligação a Timor intensificou-se com o grande desejo do retorno à ilha da sua infância, local de nascimento do irmão.

Em 1974 regressou a Portugal onde viveu até 2015, ano em que voltou a Timor Leste, a sua "terra d'alma", depois de aceitar um convite para lecionar na Escola Portuguesa Ruy Cinatti.

O interesse do autor pela fotografia é atribuído pelo próprio ao que via o seu pai fazer nos anos em que o acompanhou em Timor e em Moçambique. Considerada por si como um simples hobby, imagens suas foram recentemente publicadas em artigos da LUSA, da SAPO Timor Leste e do AICEP.

O gosto pela imagem, pela comunicação e a sua paixão vitalícia por Timor levaram-no a criar a página "Timor - A Ilha Feiticeira", espaço virtual onde partilha frequentemente alguns dos milhares de instantes que tem registado sob a designação 'Jrgsnts photo'.

 

 

Sala Afonso Cruz | Entrada gratuita

 


 

 

tv 1080x1920

sala3 20170505 140030

5 de maio a 4 de junho

Lena Moura Poinha nasceu em Moçambique. Licenciada em Medicina, iniciou-se na pintura em 1994, como autodidata, quando residia na África do Sul. Desde cedo que se sentiu fascinada pela Arte e pela ideia de mostrar as cenas dinâmicas da vida e da natureza através da Arte. Foi várias vezes premiada em Itália e no Brasil. Tem participado em diversas exposições individuais e coletivas em Portugal e no estrangeiro. 


Sala 3 | Entrada Gratuita


 

 

 

 

 

 

Gentes do Mar
 

cmffpb